O passo-a-passo para ingressar em um Colégio Militar


Colégio Militar. Só o nome já causa espanto naqueles menos propensos a seguir regras rígidas, em qualquer âmbito que seja. Mantidos pelo Exército, essas instituições de ensino prezam, sim, pela disciplina e têm métodos de ensino e avaliação mais rígidos que a maioria dos colégios por aí, contudo, entrar em um deles é tão difícil, que no final das contas o esforço pode ser bastante recompensador.

Para começar, só há duas maneiras de ser aceito em um Colégio Militar: passando por um processo seletivo com duas fases ou sendo dependente de alguém que sirva ao militarismo e esteja em alguma situação impeditiva de exercer suas funções plenamente, por diversos motivos (listaremos quais mais adiante).

Além disso, depois de passar pelas duas provas e tudo o mais, o candidato ainda precisa estar com a saúde em dia. De acordo com o Regulamento dos Colégios Militares, documento oficial do Exército brasileiro, de onde conseguimos as informações deste artigo, “todos os candidatos à matrícula serão submetidos à avaliação de saúde”, que segundo o documento, visa atestar se o potencial futuro aluno tem plenas condições físicas de participar das atividades no próprio Colégio e atividades extracurriculares.

Essa exigência, inclusive, apesar de parecer besteira, está alinhada a uma das metas do Colégio Militar, contida neste mesmo documento oficial citado acima. Ela diz que é da alçada da instituição “estimular o aluno ao hábito saudável da atividade física, buscando o desenvolvimento corporal e o preparo físico, incentivando-o à prática constante do esporte”.

Outras metas visam “permitir ao aluno desenvolver atitudes e incorporar valores familiares, sociais e patrióticos que lhe assegurem um futuro como cidadão, cônscio de seus deveres, direitos e responsabilidades, em qualquer campo profissional que venha a atuar” e “propiciar ao aluno a busca e a pesquisa continuada do conhecimento”. Bom, parece que são coisas que qualquer um de nós quer para o progresso profissional.

Caso já esteja começando a cogitar a possibilidade de entrar em um Colégio Militar (ou colocar seu filho nele), fique atento nas demais metas de ensino que regem a metodologia deles e em tudo o que é importante saber antes de qualquer coisa.

Metas gerais do ensino de um Colégio Militar

Além daquelas duas que mencionamos acima, desenvolver no aluno a visão crítica dos fenômenos políticos, econômicos, históricos, sociais e científico-tecnológicos, preparando-o a refletir e a compreender e não apenas para memorizar, uma vez que o discente deverá aprender para a vida e não mais, apenas, para fazer provas, capacitá-lo à obtenção de pré-requisitos, articulando o saber acadêmico, fundamentais ao prosseguimento dos estudos, em detrimento de conhecimentos supérfluos que se encerrem em si mesmos e despertar a vocação para a carreira militar.

Características das vagas disponibilizadas em Colégio Militar

As vagas são definidas em função da capacidade física e dos recursos humanos e materiais de cada Colégio Militar e destinam-se aos dependentes de militares de carreira do Exército e aos aprovados no processo seletivo.

O concurso de admissão será único e universal para cada nível de ensino e para cada Colégio Militar e para se inscrever nele, o candidato deve ser brasileiro, ter idade compatível para a matrícula, ter concluído ou estar cursando o ano que o habilita ao processo seletivo e não ter sido desligado de um Colégio Militar anteriormente por motivo disciplinar.

Processo seletivo

Conforme dito acima, é realizado uma vez por ano, sendo um específico para os que vão começar o 6º ano (antiga 5ª série) do Ensino Fundamental e outro para quem iniciará o Ensino Médio. Em cada concurso concorrem, em média, 22 mil candidatos.

O processo seletivo é composto por duas fases, sendo a primeira uma prova de matemática, com questões de múltipla escolha e a segunda, composta apenas pelos aprovados na primeira, uma prova de português, com questões de múltipla escolha e uma produção textual (redação). Os candidatos têm até três horas para terminar as provas.

 

 

 

 

Fonte: http://subanavida.com.br/