Dicas de quem foi aprovado


Processo seletivo é considerado um dos mais rigorosos do país, devido à complexidade das provas.

Qualidade de ensino, oportunidades de estágios, aproximação com o mercado de trabalho, formação de profissionais diferenciados e o desafio de estudar na melhor faculdade de engenharia do país: esses são apenas alguns dos fatores que motivam, todos os anos, mais de 10 mil estudantes de diferentes regiões brasileiras a se preparar para o vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

Situado na cidade paulista de São José dos Campos, o ITA é ligado ao Comando da Aeronáutica (COMAER) e possui um dos processos seletivos mais difíceis do país. Isso porque, além de oferecer pouco mais de 100 vagas por ano, o que resulta em uma concorrência superior a 110 candidatos por vaga, sua prova possui um formato particular que contempla questões de múltipla escolha e dissertativas de apenas cinco disciplinas: física, português, inglês, matemática e química, que devem ser respondidas em quatro dias.

A fortalezense Amanda Zíngara, de 21 anos, passou por essa maratona de provas e foi uma das aprovadas no último vestibular do ITA. Apesar de gostar de matemática desde pequena e de ter participado de várias olimpíadas na área de exatas nos ensinos fundamental e médio, ela considera como muito alto o nível de dificuldade da seleção. “Além de conhecimento dos vestibulandos, a prova exige muito preparo psicológico, criatividade na resolução de questões e organização”, pontua a recém-aprovada para o curso de Engenharia Aeroespacial.

O calouro de Engenharia Eletrônica, Lucas Lenzi Alves, 20 anos, não tem dúvidas de que o ITA é o vestibular mais difícil do país. Para ele, as questões assustam os alunos iniciantes devido à sua complexidade. “O conteúdo cobrado não é o comum do ensino médio, ao contrário de outras faculdades. É necessário primeiro aprender o básico muito bem para depois aprender o específico”, recomenda.

Vamos as dicas:

Os calouros são enfáticos na primeira dica: estude e muito. Por outro lado, Amanda não deixa de reiterar a importância de estar psicologicamente bem. Para ela, aproximar de colegas que também estão na disputa por uma vaga no ITA e formar grupos de estudos é uma boa alternativa. “Um ajuda o outro com as dúvidas e apoia os outros nos momentos de cansaço, que são muitos”, conta. A estudante recomenda, ainda, conversar com alunos do Instituto para “aumentar a vontade de estar lá” e contar com o apoio e incentivo dos professores.

Matheus também concorda sobre o contato com os professores e considera esta uma ferramenta importante para saber o rumo que os estudos devem tomar. Ele reforça, ainda, que é preciso fazer sempre mais que o necessário e cobrar o seu melhor. Já Lucas lembra dos sacrifícios, que valem a pena e são necessários para a aprovação, segundo ele. “Se esse é o sonho, corra atrás. Uma frase que sempre ouvimos nessa busca é: Quem passa no ITA não é aquele que não tropeça, mas aquele que se levanta logo depois e continua a caminhar”, finaliza.

Veja as dicas dadas pelos estudantes para passar no ITA:

1. Estude muito
2. Aproxime-se de colegas que também estão tentando o vestibular
3. Forme grupo de estudos
4. Recorra aos professores
5. Converse com alunos do ITA
6. Frequente a biblioteca da sua escola ou cursinho
7. Pratique atividades físicas
8. Resolva provas antigas e participe de simulados
9. Descanse
10. Mantenha o equilíbrio entre estudo e lazer
11. Planeje horários e metas de estudo
12. Não desista

 

 

Fonte: vestibular.brasilescola.uol.com.br/