4 dicas para lembrar da nova ortografia


Apesar de já estar em vigor há alguns anos, algumas regras da Nova Ortografia talvez ainda confundam a cabeça de muita gente.

Isso se torna ainda mais verdadeiro para aqueles que estão saindo do ensino médio e têm sonhos e objetivos que passam por temas espinhosos como o ingresso no mercado de trabalho ou a aprovação em vestibulares e concursos públicos.

Questões como uso do hífen, erradicação da trema e acentuação de forma geral podem assustar, mas é possível lembrar dessas regras com algumas dicas simples e práticas.

Por isso, selecionamos 4 dicas muito importantes para ajudá-lo a lembrar da Nova Ortografia. Vamos lá?

1. Foque nos exemplos

Nossa mente tem mais facilidade para lembrar-se de conteúdos concretos. Ideias abstratas geralmente são esquecidas mais facilmente porque criam poucas relações com nosso dia a dia.

Por isso, uma dica para lembrar-se de algumas regras bastante abstratas do Novo Acordo Ortográfico é usar e abusar dos exemplos e das aplicações reais das palavras. Você pode anotar em post-its e mantê-los sempre à mão, por exemplo, como fica a nova grafia de palavras sem trema (linguiça, bilíngue, tranquilidade e delinquente, por exemplo).

2. Faça um estudo comparativo

Uma das características da Nova Ortografia é que ela altera pouco questões essenciais da língua portuguesa, mas alguns detalhes são importantes. Um exemplo são as três letras a mais no alfabeto (k,w e y), as regras de acentuação (dos hiatos “oo” e “ee” e dos ditongos “éi”, “ói” e “éu” ) e o uso do hífen.

Para ajudar a lembrar da Nova Ortografia, é fundamental realizar estudos comparativos entre as novas e as antigas regras. Uma dica é fazer, você mesmo, um quadro comparativo com as principais regras, ou seja, como eram e como ficaram as palavras após a mudança. Deixe esse quadro em um local de fácil acesso, onde você poderá consultá-lo todos os dias.

O melhor, portanto, é separar as mudanças e estudar com ênfase na diferença entre as duas normas. Isso ajuda na memorização, porque estabelece um vínculo entre o conteúdo que já está na sua cabeça e o que você pretende acrescentar à memória.

3. Pratique todos os dias

O aprendizado das novas regras de ortografia é um fator não difere do estudo do português em geral: apenas com a prática conseguimos lembrar bem de uma matéria.

É de suma importância, além da leitura das regras e exceções, fazer exercícios frequentemente. Procure alternar esses exercícios de acordo com suas principais dificuldades. Escrever redações também pode ser uma excelente estratégia para lembrar-se da Nova Ortografia.

Outra possibilidade é utilizar as palavras mais desafiadoras no dia a dia, como em um texto para escola ou para o cursinho. Com isso, em breve as mudanças entrarão de vez no seu repertório.

4. Use material adequado

É sempre muito importante dar preferência aos materiais e cursos bem avaliados e direcionados para seu objetivo, seja ele entrar no mercado de trabalho ou ser aprovado em concursos e vestibulares. E para se lembrar da nova ortografia não é diferente.

Ao realizar uma leitura ou um estudo, procure por livros atualizados a fim de reforçar as novas regras na memória — evite edições revisadas a partir das regras antigas.

Isso vale também para os cursos. Tenha cuidado na escolha e verifique se o conteúdo das aulas é frequentemente atualizado e se os professores dominam as novas regras.

Você percebeu que lembrar das novas regras da língua portuguesa não precisa ser um trabalho árduo? Basta seguir nossas dicas e praticar constantemente com leitura e exercícios!

 

 

 

Fonte:  http://educaplaces.com/